Menu fechado

Brasileiros usam 51% a mais de água do que a quantidade diária recomendada

27/5/2022 – Os vazamentos são a maior causa de desperdício de água nas residências. Ou seja, ficar de olho neles – e resolvê-los – é primordial para não desperdiçar água

De acordo com a ONU, a quantidade de água que deve ser usada é de 110 litros por habitante diariamente, mas brasileiros utilizam 166,3; especialista apresenta dicas para a redução do consumo

De uma ponta a outra do processo de distribuição de água para a população brasileira, o desperdício é algo que se faz presente. De acordo estudo do Instituto Trata Brasil, realizado a partir de dados públicos do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS) de 2019, é desperdiçada no Brasil 39,2% de toda a água potável captada – ou seja, de cada dez litros de água que deveriam chegar às residências brasileiras, quase quatro não chegam. Tal quantidade desperdiçada seria suficiente para abastecer mais de 63 milhões de brasileiros em um ano.

E se há um grande volume de água que não chega às casas, quando chega, novamente é verificado um grande desperdício verificado no uso cotidiano dos brasileiros no ambiente doméstico. Isto pode ser ilustrado por outros dados do Instituto Trata Brasil, que mostram que o  consumo médio no país é de 166,3 litros por habitante por dia, 51% acima do recomendado pela ONU, que é 110 litros por habitante por dia. 

Mas quais são os hábitos domésticos cotidianos que resultam em desperdício de água? A reportagem consultou Cesar Felipe de Lima, técnico responsável pela empresa Doctor Caça Vazamentos e Desentupidora, e trouxe algumas respostas – e dicas para não seguir desperdiçando água.

Atenção aos vazamentos

“Os vazamentos são a maior causa de desperdício de água nas residências”, deixa claro Lima. “Ou seja, ficar de olho neles – e resolver esse problema – é primordial para não desperdiçar água”. 

O especialista explica que uma torneira gotejando desperdiça mais de 40 litros de água por dia e, se o fluxo de água for maior que isso, a perda sobe para mais de 130 litros por dia. “Assim, o ideal é monitorar torneiras, vasos sanitários, duchas, chuveiros e canos pelo menos uma vez por semana”, diz.

Banhos e uso do vaso sanitário

De acordo com estudos técnicos, um banho que dura cerca de 15 minutos pode consumir em torno de 135 litros de água. E, aqui, a dica é encurtar o tempo debaixo do chuveiro e/ou fechar o registro enquanto ensaboa o corpo ou lava o cabelo.

O uso correto do vaso sanitário, por sua vez, também é algo que pode impactar na redução do desperdício de água. Segundo a Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo), uma descarga gasta, por acionamento de 6 segundos, de 10 a 14 litros por uso. Mas bacias e válvulas mais antigas podem ultrapassar esse valor, despejando até 24 litros de água, ao passo que vasos sanitários com caixa acoplada são mais econômicos, demandando entre 3 a 6 litros. “Ou seja, utilizar a descarga de forma consciente é uma forma de economizar água”, diz.

Uso da torneira

Uma torneira aberta durante cinco minutos gasta, de acordo com estudos técnicos da Sabesp, cerca de 12 litros de água em casas e por volta de 80 litros em apartamentos. “Se você vai escovar os dentes, lavar as mãos ou o rosto, por exemplo, e deixar a torneira aberta, vão litros e litros de água tratada embora pelo ralo, o que é um desperdício. Por isso, é importante fechar a torneira quando não estiver usando”, afirma.

Isso vale para todas as ações, como escovar os dentes, barbear o rosto e lavar louça. “Quando você vai lavar as louças, o mais indicado é fechar a torneira quando estiver ensaboando. Com a torneira meio aberta durante 15 minutos, por exemplo, consome-se 117 litros de água em casa e 243 litros em apartamentos”, explica.

Lavagem de roupa

“Uma lavadora de roupas com capacidade para 5 kg gasta 135 litros de água. Desse modo, ao invés de usar apenas 2kg e 3kg, se você usá-la com a capacidade total e, no máximo, três vezes por semana, isso já é uma forma de economizar água”, diz ele. 

Outra dica é reaproveitar a água do tanque ou máquina de lavar para limpar a casa ou o quintal. “Além disso, de acordo com o Conselho Regional de Biologia, antes de comprar uma máquina de lavar roupa, deve-se considerar a demanda da casa. Por exemplo, se você mora sozinho, comprar uma máquina de 17kg fica desproporcional, pois uma máquina dessa capacidade é ideal para uma família de 5 pessoas”, aponta.

Jardim, garagem e caixa d’água

“Se na sua casa tem um jardim, é possível sim economizar água mudando algumas atitudes”, diz o profissional. Ele recomenda utilizar regadores ao invés de mangueiras e realizar a rega sempre nos períodos da manhã e do final de tarde, “pois, nesses períodos, a evaporação da água é menor”.

No que diz respeito à limpeza de garagens e caixas d’água, Lima afirma que a melhor maneira de evitar o desperdício é reduzir a frequência das lavagens. “Não é necessário usar a mangueira para limpar a garagem toda semana. E nem usar vários baldes de água para deixar o local limpo. Basta limpar o chão quando necessário e sempre usar um pano molhado e um ou dois baldes cheios”, diz

A respeito da limpeza de caixas d’água, o profissional afirma que o recomendado é limpar o local duas vezes ao ano. 

Para mais informações, basta acessar: https://doctorvazamentos.com.br/

Website: https://doctorvazamentos.com.br/

*Imagens do texto: Reprodução da Internet*

Encontrou algum erro, tem uma sugestão ou quer falar com nossa equipe? Entre em contato por e-mail: [email protected]

Aproveite os menores preços da internet: