Casos de diabetes tipo 2 aumentam entre as crianças - Virou Pauta

Casos de diabetes tipo 2 aumentam entre as crianças

COMPARTILHE ESSA PAUTA!

Brasília 28/9/2021 –

Pesquisas apresentadas este ano, nos Estados Unidos, durante sessões científicas da American Diabetes Association apontaram um relevante aumento nos casos de diabetes tipo 2 em crianças americanas durante a crise sanitária. Apesar das causas não terem sido comprovadas efetivamente pelos trabalhos científicos, os autores acreditam que a incidência da enfermidade esteja relacionada ao distanciamento social e o fechamento de escolas, principalmente em comunidades mais carentes.

A glicose é a principal fonte de energia do corpo humano. A alteração no processo de metabolização desse açúcar é resultado da diabetes tipo 2. “Pacientes com esta condição podem ter resistência aos efeitos do hormônio que regula a entrada de açúcar nas células, insulina, ou até mesmo não produzir insulina suficiente para manter um nível normal de glicose no organismo”, explica o endocrinologista e consultor médico do Grupo Sabin, Juliano Zakir.

De acordo com o especialista, crianças e adultos podem desenvolver a doença, porém existem alguns fatores que aumentam o risco para a diabetes. Entre eles estão o sobrepeso e a obesidade, histórico familiar de diabetes tipo 2, sedentarismo e hipertensão.

É importante que os pais estejam atentos aos primeiros sintomas. Infecções frequentes, feridas que demoram para cicatrizar, visão embaçada, formigamento nos pés, sede constante, fome frequente e vontade de urinar muitas vezes. “Caso note a presença de alguns desses sintomas é importante ir ao médico para investigar se é um caso de diabetes”, afirma o médico. Existem diferentes exames capazes de diagnosticar a doença, como por exemplo, o de curva glicêmica – nele é verificado a velocidade com que o corpo absorve a glicose após a sua ingestão. Os exames necessários devem ser orientados pelo médico especialista que está avaliando o caso.
Para o tratamento do diabetes tipo 2 é indicada a realização de exercícios físicos periodicamente para auxiliar o corpo a manter os níveis de açúcar no sangue, uma dieta balanceada restringindo alimentos gordurosos e dando preferência ao consumo de frutas e verduras. Outro ponto importante para o tratamento da doença é a medição regular do nível de glicose no sangue a partir de aparelhos que utilizam uma gota de sangue.

*Imagens do texto: Reprodução da Internet*

Encontrou algum erro, tem uma sugestão ou quer falar com nossa equipe? Entre em contato por e-mail: [email protected]

Aproveite os menores preços da internet:







Não copie, compartilhe! VirouPauta.com