Tecnologia apoia a melhoria da capacidade produtiva industrial - Virou Pauta

Tecnologia apoia a melhoria da capacidade produtiva industrial

Tecnologia apoia a melhoria da capacidade produtiva industrial
COMPARTILHE ESSA PAUTA!

São Paulo, SP 13/9/2021 –

Pesquisa da CNI mostrou que 74% das indústrias brasileiras adotaram ao menos uma tecnologia da indústria 4.0

As inovações tecnológicas têm transformado os mais diversos segmentos de trabalho, e na indústria, marcam presença na otimização da capacidade produtiva e apoiando os profissionais na agilidade, economia de recursos e redução de tempo ocioso. 

Segundo Luiz Igreja, especialista da Dassault Systèmes: “em plena era da Transformação Digital, as organizações estão diante de várias mudanças nos processos e nos formatos de trabalho de seus profissionais.”

Isso porque, ao contrário do que muitas pessoas pensam, a inovação não vem para substituir a mão de obra humana, na verdade, ela vem para complementá-la e tornar ainda mais eficiente.

Mas para gerenciar a indústria de forma efetiva, organizar o orçamento e conseguir atuar estrategicamente na melhoria da produção, é preciso, primeiramente, conhecer e analisar a capacidade produtiva da fábrica. Isso irá auxiliar na tomada de decisões e facilitará a organização e gestão de estoque, de maquinário e de equipes.

Análise de demanda

Cada empresa precisa compreender a quantidade de produção que melhor se adequa à sua demanda, para que não haja falta ou excesso de estoque. 

De forma mais exemplificada, uma capacidade produtiva menor que a demanda significará atrasos de entrega e clientes mal atendidos. Enquanto ter a capacidade produtiva superior à demanda resultará em tempo ocioso de máquinas e funcionários, além de estoque parado, fatores que só trazem prejuízos para a fábrica.

Diversos métodos podem ser utilizados para calcular a capacidade produtiva da fábrica, mas primeiramente é preciso entender qual a demanda de mercado para seu produto, para assim estimar as vendas. 

A tecnologia na otimização de processos

A velocidade e a automação conquistadas com a utilização de tecnologia permitem tomadas de decisão rápidas, para demandas que vêm mudando constantemente. Segundo uma pesquisa da CNI, 74% das pequenas, médias e grandes indústrias brasileiras adotaram ao menos uma tecnologia da Indústria 4.0. 

Após as medidas para contenção da pandemia da COVID-19 e a necessidade de digitalizar processos, a aderência à tecnologia tornou-se ainda maior. Outro dado da CNI mostrou que, entre as indústrias que incorporaram quatro ou mais tecnologias, 71% conseguiram inovar na pandemia.

Soluções especializadas em manufatura possibilitam que várias atividades da fábrica sejam automatizadas. Um exemplo são os sistemas MES (Manufacturing Execution System), que gerenciam todas as atividades do chão de fábrica de forma digital.

Já o planejamento de produção pode ser feito com o apoio de um sistema APS, que permite planejar levando em consideração o histórico de produção da fábrica. Dessa forma se obtém uma visão geral de pausas previstas e imprevistas que podem ocorrer, e o controle de prazos se torna muito mais preciso.

Dessa forma, a fábrica sai na frente da concorrência, com melhor tomada de decisão, investimentos estratégicos e otimização de processos.

Assinado por: Aloisio Arbegaus – Diretor da Teclógica.

Website: //www.teclogica.com.br/manufatura/

*Imagens do texto: Reprodução da Internet*

Encontrou algum erro, tem uma sugestão ou quer falar com nossa equipe? Entre em contato por e-mail: [email protected]

Aproveite os menores preços da internet:







Não copie, compartilhe! VirouPauta.com