Polícia diz que Dr. Jairinho praticou tortura contra Henry e mãe foi ao cabeleireiro após enterro; Os dois foram presos - Virou Pauta

Últimas Pautas

Polícia diz que Dr. Jairinho praticou tortura contra Henry e mãe foi ao cabeleireiro após enterro; Os dois foram presos

COMPARTILHE ESSA PAUTA!

A polícia do Rio de Janeiro prendeu na manhã desta quinta-feira (8) o vereador Dr. Jairinho e Monique Medeiros, mãe do menino Henry Borel, que morreu no último dia 8 de março. A prisão é temporária e a acusação é de que os dois estariam tentando atrapalhar as investigações.

Ainda de acordo com a polícia, o vereador Dr. Jairinho teria praticado pelo menos uma sessão de tortura contra o menino Henry, seu enteado, semanas antes da morte da criança. As investigações ainda dizem que a mãe de Henry, Monique, sabia de agressões. Jairinho teria se trancado no quarto do apartamento do casal para bater no garoto.

Embora o inquérito ainda não tenha sido concluído, a polícia acredita que Henry foi assassinado. Falta esclarecer como o crime foi cometido.

Menino Henry morto

Os Investigadores da 16ª DP (Barra da Tijuca) suspeitam que o vereador agrediu o menino com chutes e golpes na cabeça e que a mãe sabia.

Em 12 de fevereiro, Monique descobriu que Jairinho estava trancado no quarto do apartamento com Henry. Segundo a polícia, a mãe estranhou que ele tenha chegado cedo em casa.

Ainda segundo as investigações, no dia seguinte ao enterro do filho, Monique passou a tarde no salão de beleza de um shopping na Barra da Tijuca.

*Imagens do texto: Reprodução da Internet*

Encontrou algum erro, tem uma sugestão ou quer falar com nossa equipe? Entre em contato por e-mail: [email protected]

Aproveite os menores preços da internet:
















Não copie, compartilhe! VirouPauta.com